Parlamentares vão aos EUA em busca de brasileiros presos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 6 de janeiro de 2004 as 08:45, por: cdb

A comissão externa do Congresso Nacional encarregada de acompanhar a situação dos brasileiros presos nos Estados Unidos por imigração ilegal estará hoje na cidade de Harlingen, no Texas, depois de iniciar seus trabalhos, nesta segunda-feira, na capital do Estado, Houston. Os parlamentares devem trazer de volta ao país 1,5 mil pessoas que respondem a processos na Justiça ou aguardam extradição para o Brasil. Segundo o deputado João Magno (PT-MG), integrante da comitiva, os presos virão em um vôo fretado e custeado pelo governo norte-americano.

As pessoas detidas nos Estados Unidos entraram no país sem a documentação adequada. Dos 1.500 brasileiros em situação irregular, 900 estão em cadeias norte-americanas. Mas João Magno disse acreditar que esse número seja muito maior. “Temos informações de que são mais de 1.500 brasileiros presos por entrarem ou trabalharem ilegalmente naquele país, e muitos estão detidos ao lado de assassinos, bandidos e criminosos comuns, sofrendo humilhações e até ameaças físicas”.

De acordo com dados do Departamento de Segurança Interna dos EUA, 922 brasileiros estão detidos por problemas imigratórios em todo território norte-americano. Desses, 349 estão em condições de voltar imediatamente ao Brasil. Outros 573 brasileiros também poderão retornar, desde que assinem uma declaração por escrito ou sejam autorizados pela Justiça daquele país.

Roteiro

A comitiva viajará amanhã para Tucson, no estado do Arizona, de onde seguirá de carro até Florence, em Massachussetts, onde estão detidos mineiros, goianos e paraenses. Na quinta-feira (8), a comissão retornará a Houston. Os presídios das regiões do Texas e do Arizona, próximos à fronteira com o México, concentram grande número de brasileiros detidos pelo Serviço de Imigração dos EUA.

Na avaliação de João Magno, a missão parlamentar poderá solucionar o problema imediato da deportação dos brasileiros presos, além de abrir perspectivas políticas para a criação de um novo modelo de assistência consular no exterior. O parlamentar ressaltou ainda a necessidade de se criarem condições para atender dignamente os brasileiros que vivem no exterior, “pois eles são responsáveis por enviar mais de US$ 4 bilhões (aproximadamente R$ 12 bilhões) todos os anos para o Brasil”.

Comitiva

A viagem, prevista para acontecer em dezembro, foi adiada por duas vezes em razão das votações das reformas tributária e da Previdência no Senado, e do Orçamento de 2004 no Congresso Nacional. “Nossa idéia era trazer esse pessoal todo para o Natal, mas tivemos que atender ao critério da maioria da população primeiramente, votando as reformas”, explicou João Magno.

Fazem parte da comitiva, além de João Magno, o deputado Inácio Arruda (PCdoB-CE) e os senadores Hélio Costa (PMDB-MG) e Marcelo Crivella (PL-RJ). O retorno dos parlamentares está previsto para sexta-feira (9).