Parentes de vítimas do 11/9 querem pena dura para acusado

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 4 de dezembro de 2003 as 22:54, por: cdb

Parentes de vítimas dos atentados de 11 de setembro de 2001 pediram nesta quinta-feira que seja imposta a pena máxima de 15 anos de prisão a um marroquino que está sendo julgado na Alemanha por ajudar os autores do ataque e por ser ligado à rede Al-Qaeda.

Cinco parentes falaram em nome de 25 pessoas que participam da ação contra Abdelghani Mzoudi, que responde a milhares de acusações por cumplicidade em homicídios e de ser membro de organização terrorista, no caso, a célula de Hamburgo da Al-Qaeda, que teve papel central no planejamento dos atentados.

Em várias horas de um depoimento comovente, os parentes relataram sua dor. Debra Burlingame, cujo irmão era piloto do avião que se chocou contra o Pentágono, pediu ao tribunal que imponha 15 anos de prisão ao estudante marroquino.

– Os homens que assassinaram meu irmão não o conheciam. Para eles, o piloto era só um meio para atingir um fim. Ele sempre quis fazer a coisa certa e foi abatido como um animal – disse Burlingame, com a voz entrecortada por soluços. “Em nome do meu irmão, de sua tripulação e dos passageiros, humildemente peço justiça”, completou.