Parceria pode levar aulas de informática ao Pio Lanteri

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 9 de março de 2012 as 11:18, por: cdb

O Projeto Crescer, da Associação Pio Lanteri, no Jardim São Camilo, deverá contar com mais um curso para atender à população do bairro: informática. Para tanto, um a parceria está sendo estudada com o Funss (Fundo Social de Solidariedade), que oferece esse curso em sua base central e, de forma descentralizada, em outros locais como os terminais Cecap e Hortolândia.

A Pio Lanteri já conta com uma sala montada, com dez terminais, mas não dispõe do pessoal capacitado para ministrar as aulas. “Nós ganhamos os computadores, há alguns anos, da Itautec, mas faltam os profissionais para as aulas”, explicou Elaine Cristina dos Santos Florêncio, coordenadora do O Projeto Crescer.

Maria Rita conheceu a futura sala de in formática

Para conhecer a estrutura do local, a presidente do Fundo Social, Maria Rita Haddad, acompanhada da diretora Maria Olívia Gonçalves Pinto, e do representante da Companhia de Informática de Jundiaí (Cijun), Vlademir Tozelli, esteve na Pio Lanteri na manhã desta sexta-feira (09).

Ela ficou impressionada com o trabalho da instituição e elogiou a iniciativa dos dirigentes, de ampliar os serviços à população. “Nós sabemos da importância da inclusão digital, por isso mesmo temos atuado na descentralização desses e de outros cursos no Fundo Social, dando a oportunidade de mais pessoas participarem”, disse Maria Rita. Segundo ela, o fato de já existir uma sala equipada para as aulas vai facilitar muito.

A coordenadora Elaine recebeu os visitantes

A Pio Lanteri atende 92 famílias cadastradas, que representam 90 crianças de até 7 anos. Por conta do convênio com algumas secretarias municipais, é possível oferecer atendimento à população e a lista de atividades é extensa, com aulas de dança, reforço escolar, oficinas de leitura, aulas de violão, ginástica adulta e alfabetização de adultos, dentre outras.

De acordo com a assistente social da instituição, Telma Paoletti, o curso de informática poderá ser estendido também aos adultos, conforme interesse já manifestado pela população. Ela, que ajudou a recepcionar a presidente do Fundo Social, mostrou outros departamentos da Pio Lanteri onde são desenvolvidos os cursos, como a cozinha experimental. “Durante as aulas, esta sala fica lotada”, disse.

Fotos: Dorival Pinheiro Filho