Paramilitares querem fazer parte do Exército colombiano

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 8 de dezembro de 2003 as 02:07, por: cdb

A maioria dos 855 paramilitares de extrema direita que se desmobilizaram no último dia 25 de novembro, no noroeste da Colômbia, deseja entrar para o Exército uma vez definida sua situação jurídica. O anúncio foi feito no último domingo pelo senador conservador Carlos Moreno de Caro, que se reuniu com os ex-combatentes.

Conforme o senador, membro da Comissão de Paz e Direitos Humanos do Senado, os desmobilizados – a maioria jovens de 18 a 22 anos – consideram que podem se unir às Forças Militares, uma vez que não estão envolvidos no narcotráfico nem em crimes contra a Humanidade.

A situação dos ex-combatentes será definida no próximo dia 16. O órgão investigador informou que aqueles que estiverem envolvidos em processos por narcotráfico e crimes bárbaros deverão permanecer presos, e os demais ficarão em liberdade condicional.