Paraguai mais calmo, mas continua em estado de sítio.

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 16 de julho de 2002 as 10:46, por: cdb

O Paraguai acordou nesta dia 16 de julho, com as ruas patrulhadas por tropas do exercito. Mas não se repetiram os choques de ontem, que causaram um morto e vários feridos. O governo culpou o partido Liberal e o ex-general Oviedo, que vive no Brasil, pelas manifestações. Mas as oposições refutaram as acusações do governo, afirmando que a culpa dos protestos cabe a política econômica do governo. A situação também é calma na Cidade do Leste, mas a ponte da Amizade contínua fechada.