PARA FIDEL, ‘MERECE UM PRÊMIO’ QUEM ESCUTOU DISCURSO DE OBAMA NA ONU

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 27 de setembro de 2011 as 07:57, por: cdb

HAVANA, 27 SET (ANSA) – O ex-presidente de Cuba Fidel Castro afirmou que “merece um prêmio” quem escutou “até o final” o discurso do mandatário norte-americano, Barack Obama, na 66ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU).
   
“O resto de seu discurso são palavras vazias, carentes de autoridade moral e de sentido”, disse, completando que a negativa do país em reconhecer o Estado palestino “só pode ser aplaudido pelos canhões, foguetes e bombardeios da OTAN [Organização do Tratado do Atlântico Norte]”.
   
A declaração foi dada no mesmo dia em que o governo cubano, liderado por seu irmão, Raúl Castro, anunciou que está “pronto” para “ativar um diálogo político respeitoso” com os Estados Unidos.
   
De acordo com a diretora do Departamento da América do Norte do Ministério das Relações Exteriores de Cubana, Josefina Vidal, esse diálogo teria que ser “sem condicionamentos da Casa Branca para sustentar relações civilizadas”.
   
A informação foi dada ao novo jornal local The Havana Reporter, publicado em inglês e editado pela agência Prensa Latina.
   
Vidal acrescentou que há “disposição” do governo da ilha em “iniciar um diálogo político com os Estados Unidos sobre a base do respeito recíproco”. “Nossos únicos requisitos são que o encontro deve se desenvolver sobre a base da equidade, reciprocidade e igualdade”, declarou.
   
Estados Unidos e Cuba romperam as relações diplomáticas há meio século, mas os dois países mantêm, em suas capitais, escritórios que atuam em relação às questões de gestão consular e outros trâmites. (ANSA)