Paquistão admite a possibilidade de ‘vazamento’ de informações nucleares

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 22 de dezembro de 2003 as 11:17, por: cdb

O governo do Paquistão anunciou estar investigando o possível envolvimento de cientistas do país em programas nucleares de nações como o Irã e a Coréia do Norte.

Inicialmente, autoridades paquistanesas haviam negado o fato. Mas nesta segunda-feira, o ministro da Informação, Ahmed Rashid, admitiu que alguns cientistas podem ter atuado em outros países sem o conhecimento do governo paquistanês.

Pelo menos dois pesquisadores do principal laboratório nuclear do Paquistão foram interrogados neste mês.

Em entrevista à agência de notícias Associated Press, Rashid afirmou que a decisão de iniciar investigações foi tomada depois que a Agência Internacional de Energia Atômica manifestou suas suspeitas, assim como “recentes relatos divulgados na imprensa ocidental”.

Nesta segunda-feira, o jornal americano The New York Times publicou a notícia de que o Paquistão vendeu segredos nucleares à Coréia do Norte, Irã e possivelmente a outros países.
Segundo o jornal, existiriam evidências de que o “pai da bomba” paquistanesa, Abdul Qadeer Khan, teria entregue planos para enriquecimento de urânio a outros países.