Papão vence o Santos de virada

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 9 de abril de 2003 as 23:47, por: cdb

Em três jogos, o Santos ainda não conseguiu vencer no Campeonato Brasileiro. Após dois empates, o Peixe perdeu por 2 x 1 para o Paysandu na noite desta quarta-feira, no estádio Mangueirão, em Belém.

Robinho marcou para o Santos e Welber, duas vezes, fez para os donos da casa. Com o resultado, o Alvinegro praiano permanece com dois pontos ganhos e o Papão sobe para quatro na tabela do nacional.

A equipe paulista retornou a Belém pela primeira vez após o incidente envolvendo o time e a Polícia Militar em outubro do ano passado, também pelo Brasileiro, quando o Papão venceu por 2 x 1.

Por isso, o clima antes do jogo na capital paraense era de apreensão e nervosismo. Sentimentos que parecem terem sido assimilados pelos jogadores de ambos os times. Pois, pelo menos até os 15min de jogo, ninguém havia arriscado nada.

A primeira grande chance de gol partiu dos pés do meia Diego, aos 18min. O camisa 10 do Santos recebeu uma bola rebatida dentro da área, mas arrematou em cima do companheiro Elano.

A partir daí, o Papão dava indícios de que não queria jogar. Dentro de casa, o técnico Dario Pereyra mandou a campo um time composto por três volantes e o intuito era apostar em contra-ataques.

O Peixe, por sua vez, aproveitava. E dominava territorialmente a partida. Quando o adversário chegava, o setor de marcação do Santos conseguia retomar a posse de bola novamente.

Foi dando seqüência a um lance neste molde que Diego teve nova oportunidade aos 24min, quando infiltrou na área paraense e chutou a bola nas mãos do goleiro. No contra-ataque, Iarley apareceu livre na frente de Fábio Costa, mas desperdiçou a oportunidade mais clara de gol até então.

Dez minutos depois, o atacante Robson, o Robgol, tentou um lance plástico. Ele recebeu cruzamento da direita e arriscou uma bicicleta, mas mandou a bola para fora. Enquanto isso, o Peixe se cansava de perder gols.

No entanto, aos 38min, Robinho foi letal. O lateral-direito Reginaldo Araújo dividiu a bola dentro da área e ela sobrou para o atacante, livre, empurrar para as redes: 1 x 0.

Se na primeira etapa o Paysandu entrou desligado no jogo, na segunda a torcida bicolor que enchia o Mangueirão fez sua parte e empurrou a equipe para cima do Peixe. O empate veio logo no primeiro minuto.

Robson recebeu a bola na área, aproveitou a falha da zaga santista e tocou para o atacante Welber, dentro da pequena área, empatar: 1 x 1. Com o gol, o desespero tomou conta dos santistas.

O Peixe partiu para cima, mas sem objetividade. Foram muitos toques de bola, mas nenhuma chance de gol criada. Enquanto isso, o Paysandu aproveitava quando retomava a posse de bola.

Aos 21min, Robson infiltrou sozinho pela direita na área santista e chutou forte no canto esquerdo de Fábio Costa, que caiu no chão e mandou a bola para escanteio. A virada estava amadurecendo, e o Santos continuava sem objetividade.

Cinco minutos depois, Robgol tentou de novo, agora de cobertura. Novamente, o goleiro santista defendeu. Mas o camisa 1 não foi decisivo aos 31min. Após um contra-ataque rápido, Welber apareceu livre na frente do goleiro para marcar o segundo e virar o placar: 2 x 1.

Na seqüência do jogo, o Papão só não ampliou porque encontrou em Fábio Costa um grande obstáculo. Depois desta quarta-feira, o Peixe enfrenta o Figueirense no sábado e o Papão pega o Corinthians no mesmo dia.

PAYSANDU 2 x 1 SANTOS

Paysandu
Marcão; Rodrigo (Gino), Jorginho, Sérgio e Luís Fernando; Sandro, Vânderson, Bruno e Wélber; Iarley e Róbson
Técnico: Dario Pereyra

Santos
Fábio Costa; Reginaldo Araújo (Willian), Alex, André Luís e Léo (Rubens Cardoso); Paulo Almeida, Renato, Elano e Diego; Robinho e Ricardo Oliveira
Técnico: Emerson Leão

Data: 9/4/2003 (Quarta-feira)
Local: Estádio Mangueirão, em Belém
Árbitro: Luciano Augusto T. Almeida (FIFA DF)
Cartões amarelos: Róbson, Vânderson, Sandro, Jorginho (P); Elano, Diego, Léo, Alex (S)
Gols:: Robinho (S), aos 38min do 1T; Welber (P), a 1min e aos