Papa pediu desculpas pelos escândalos sexuais

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 29 de julho de 2002 as 07:09, por: cdb

O papa João Paulo II marcou neste domingo o Dia Mundial da Juventude, com uma missa campal no Canadá para cerca de 800 mil pessoas, em que, se referindo aos escândalos de abuso sexual envolvendo membros da Igreja Católica, disse que esses fatos causaram “profunda tristeza e vergonha”, mas pediu aos jovens que não deixassem de apoiar a vasta maioria dos padres que “se dedica a fazer o bem”.
“Se vocês amam Jesus, amam a Igreja, não se deixem desencorajar pelos pecados e falhas de alguns de seus membros”, declarou o papa durante a missa, em Toronto.
Desde janeiro, a Igreja Católica vem sendo alvo nos Estados Unidos, de uma série de acusações de abuso sexual. Recentemente, outros casos similares vieram à tona na Alemanha, na Irlanda e até na Polônia, a terra natal do papa.
João Paulo discursou para uma multidão reunida em um antigo campo de aviação transformado em uma igreja a céu aberto, onde foi erguida uma cruz de 50 metros de altura, no norte da cidade canadense.
Mais de 200 mil jovens católicos de 170 países inscreveram-se para participar desse Dia Mundial da Juventude, um número menor que nos anos anteriores.
O papa inaugurou o evento em 1985, com o objetivo de propagar a fé entre os jovens.Na segunda-feira João Paulo viaja para a Guatemala e, posteriormente, segue para o México, concluindo assim a nonagésima sétima viagem internacional de seu papado.