Papa envia bombeiros do Vaticano para ajudar nos resgates de terremoto

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 24 de agosto de 2016 as 14:18, por: cdb

O Vaticano informou que seis bombeiros viajaram para a cidade de Amatrice para ajudar membros da defesa civil nas buscas por sobreviventes nos destroços

Por Redação, com Reuters – da Cidade do Vaticano/Yangon:

O papa Francisco enviou nesta quarta-feira um sexto do pequeno departamento de bombeiros do Vaticano para ajudar nos esforços de resgate após um forte terremoto que devastou partes do centro da Itália e deixou ao menos 73 mortos.

A força total do departamento de bombeiros do Vaticano é de 37 homens
A força total do departamento de bombeiros do Vaticano é de 37 homens

O Vaticano informou que seis bombeiros viajaram para a cidade de Amatrice para ajudar membros da defesa civil nas buscas por sobreviventes nos destroços, além de ajudar as pessoas que já foram resgatadas.

A força total do departamento de bombeiros do Vaticano é de 37 homens.

Amatrice é uma das cidades afetadas pelo tremor. Ao menos 73 pessoas morreram no desastre e dezenas ainda estão desaparecidas.

Anteriormente nesta quarta-feira, o papa cancelou um discurso planejado na audiência geral semanal sobre ensinamentos religiosos para rezar com uma multidão pelas vítimas e sobreviventes.

– Ouvir o prefeito de Amatrice dizer que a cidade não existe mais e descobrir que há crianças entre as vítimas, estou profundamente triste – disse o papa a dezenas de milhares de pessoas na Praça São Pedro.

Mianmar

Um terremoto de magnitude 6,8 atingiu o centro de Mianmar nesta quarta-feira e deixou ao menos três mortos, incluindo duas crianças, segundo as autoridades locais, além de danificar alguns dos tradicionais templos religiosos da antiga capital Bagan.

O epicentro do tremor se localizou cerca de 143 quilômetros ao oeste da cidade de Meiktila e a uma profundidade de 84 quilômetros, de acordo com o Serviço Geológico dos EUA, que monitora atividades sísmicas no mundo todo.

Uma autoridade do Corpo de Bombeiros da capital regional Magwe disse que duas meninas foram mortas após a queda de uma barreira na cidade de Yenanchaung. Uma pessoa morreu e outra ficou ferida no desabamento de uma fábrica de tabaco na cidade de Pakkoku, no norte do país, segundo os bombeiros.

O sismo abalou os edifícios de Yangon, a maior cidade de Mianmar, e de outras localidades e centros urbanos do país, de acordo com testemunhas.

O agente de viagem Amy Saw, de Yangon, fez contato com o escritório de sua empresa em Bagan e disse que templos da cidade foram danificados. Segundo o Ministério dos Assuntos Religiosos, 65 templos sofreram algum tipo de dano.

O terremoto também foi sentido em Bangcoc, capital da Tailândia, e em Bangladesh, segundo moradores.