Papa diz que guerra não deve dividir as religiões

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 29 de março de 2003 as 11:55, por: cdb

O Papa João Paulo II disse neste sábado, que a guerra não deve se transformar num elemento de divisão entre as religiões do mundo, que têm de ser fatores de “compreensão, cooperação e solidariedade”.

O Pontífice recebeu neste sábado no Vaticano um grupo de bispos da Indonésia com os quais conversou sobre a atual “alta tensão em toda a comunidade internacional”, entre outros assuntos.

Sem mencionar diretamente a guerra no Iraque, o Papa disse que não se deve permitir que o conflito divida as religiões, e pediu aos católicos que vejam este delicado momento como uma chance para “trabalhar juntos, como irmãos comprometidos com a paz”.

Isso deve ser feito “com nossos próprios povos, com os de outras crenças religiosas e com todos os homens e mulheres de boa vontade” para garantir o entendimento e a solidariedade no mundo, disse João Paulo II.

“Não permitamos que uma tragédia humana se torne uma catástrofe religiosa”, afirmou o Papa, acrescentando que “a autêntica religião não proclama o terrorismo ou a violência; procura promover de todas as formas a união e a paz de toda a família humana”.