Palocci critica governo FHC na primeira reunião ministerial

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 27 de dezembro de 2002 as 18:02, por: cdb

O ministro da Fazenda do governo Lula, Antônio Palocci, criticou, durante a abertura da reunião ministerial, a atual situação da economia brasileira. Segundo ele, em oito anos, a dívida interna pública passou de 30% para quase 60% do PIB, a inflação medida pelo Índice Geral de Preço de Mercado (IGPM) saltou de 1,8% em 1998 para 25,3% em 2002. Palocci reforçou, ainda, que a dívida mobiliária federal mais do que dobrou nos últimos quatro anos, passando de R$ 323,8 bilhões para R$ 663 bilhões. “A instabilidade atual questiona os próprios avanços que se obtiveram com a estabilidade da moeda, o controle relativo da inflação e um marco institucional fortalecido pela responsabilidade fiscal”, disse. Apesar da crítica, Palocci reforçou que vai honrar os contratos internacionais e zelar pela estabilidade monetária. “Nosso governo não vai baixar taxa de juros por ritmo da vontade”, afirmou.