Palmeiras não passa de empate em estréia na Série B

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 27 de abril de 2003 as 15:15, por: cdb

Foi um sufoco, mas o Palmeiras conseguiu fugir de uma derrota na estréia da Série B do Campeonato Brasileiro. Jogando no estádio Serejão, o time de Jair Picerni ficou no empate por 1 x 1 com o Brasiliense, do veterano artilheiro Túlio. O detalhe é que o gol de empate do Verdão saiu apenas aos 42 min do segundo tempo, através do jovem Vagner.

Agora, o Palmeiras terá pela frente na próxima semana dois compromissos com equipes do Nordeste. Na quarta-feira, o Verdão enfrenta o Vitória, no estádio Barradão, pelo confronto de volta das oitavas-de-final da Copa do Brasil. Na primeira partida, os baianos venceram por 7 x 2. No sábado, o time de Jair Picerni volta as atenções para a Série B. O adversário será o América-RN, no Parque Antártica.

Jogando em casa, o Brasiliense aproveitou o início do jogo para ficar em cima do Palmeiras, tentando aproveitar o mau momento psicológico dos paulistas. A tática deu certo e, logo aos 5 min, saiu o primeiro gol, com o meio-campista Iranildo, de falta. A bola ainda tocou nas duas traves do goleiro Marcos antes de balançar as redes.

Perdido, o Palmeiras teve grandes dificuldades para chegar ao gol adversário. Assim, o Brasiliense continuou levando perigo ao goleiro Marcos. Antes do intervalo, o artilheiro Túlio não conseguiu aproveitar duas chances claras para aumentar.

No intervalo, o técnico Jair Picerni fez uma alteração no ataque, colocando Anselmo no lugar de Muñoz. O Palmeiras ficou melhor e quase empatou aos 5 min, com Thiago Gentil. Apesar da vantagem, o Brasiliense continuou buscando o ataque. Aos 8 min, Túlio chegou perto das redes em uma finalização que tocou na trave de Marcos.

Mais consciente em campo, o Brasiliense ainda acertou o poste palmeirense mais uma vez, em uma finalização de Wellington Dias, que entrou na etapa complementar. Mas, no final, a tradição do Palmeiras fez a diferença. Aos 42 min, Vagner recebeu de Thiago Gentil e tocou na saída de Donizetti, dando números finais ao marcador.