Palmeiras garante vaga de virada

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 26 de março de 2003 as 22:51, por: cdb

O Palmeiras começou perdendo a partida, acertou duas bolas na trave e, no sufoco, garantiu vaga na terceira fase da Copa do Brasil. Na noite desta quarta-feira, no Parque Antarctica, o Verdão bateu o Criciúma por 2 x 1 e evitou a tão temida “eliminação precoce”.

Na partida de ida, as equipes empataram por 1 x 1. O Verdão, que se prepara também para a estréia no Campeonato Brasileiro da Série B, contra o Vila Nova (GO), enfrentará na seqüência da competição Atlético-RR ou Vitória.

Os gols paulistas foram marcados por Índio e Thiago Gentil. Juca descontou para os catarinenses.

Um simples empate por 0 x 0 garantiria o Palmeiras na terceira fase da Copa do Brasil. Porém os donos da casa perderam a vantagem logo aos 6min. Após rápido contra-ataque, aos 5mim, Luciano cruzou e Juca chutou forte, abrindo o placar. Sérgio, que substituiu Marcos (com a Seleção Brasileira), não teve culpa.

O Verdão, que começou a partida atacando o Criciúma, continuou pressionando. Havia perdido boa chance com Muñoz (de cabeça) e, aos 7min, o zagueiro Leonardo teve a chance de finalizar mas chutou longe do gol.

A pedidos do técnico Jair Picerni, o Palmeiras começou a levantar muitas bolas na área adversária. Não obteve sucesso.

Aos 15min, depois de Pedrinho carimbar a barreira (em cobrança de falta), Munõz pegou o rebote e chutou. Fabiano fez grande defesa.

Disposto a não ser eliminado prematuramente no torneio, o Palmeiras fez uma verdadeira biltz contra o Tigre. E, com dois erros do adversário, a equipe do técnico Jair Picerni virou a partida.

Aos 28min, o goleiro Fabiano saiu mal do gol e a bola sobrou limpa para Índio, que disparou um petardo. Foi o primeiro gol do zagueiro com a camisa alviverde.

Seis minutos depois, nova festa no Parque Antarctica. Thiago Gentil aproveitou falha da zaga, dominou e chutou da intermediária, acertando o ângulo. “Não nos abatemos e continuamos pressionando e viramos o jogo. Vamos tentar ampliar”, disse o atacante, ao final do primeiro tempo.

Trave atrapalha
A partida ficou ainda mais movimentada na etapa complementar. Em dois lances, aos 10min e 12min, Sérgio fez boas defesas e evitou o empate. Na segunda, Tico cabeceou firme e o camisa 1 espalmou para escanteio.

O Verdão respondeu rápido. No contra-ataque, aos 12min, Pedrinho invadiu a área e foi derrubado por Fabiano. Pênalti. Porém Magrão não aproveitou a chance. Conseguiu deslocar o goleiro mas mandou a na trave.

Apesar da pressão do Criciúma, o Verdão tinha a partida sob controle. Acontece que a um “detalhe” continuava atrapalhando os paulistas. Aos 21min, Thiago Gentil recebeu a bola e bateu na saída do arqueiro. Acertou a trave.

Enquanto o técnico Édson Valandro mudava o seu time, o Palmeiras continuava perdendo gols. Aos 29min, Pedrinho chutou cruzado e Luciano fez novo milagre.

Alonso e Juca, os jogadores mais perigosos do Criciúma, não conseguiram vazar Sérgio e marcar o gol que classificaria os catarinenses. Melhor para os palmeirenses, que não economizaram “Olés!” e gritos de “Eliminado!”.

PALMEIRAS 2 x 1 CRICIÚMA

Palmeiras
Sérgio; Neném, Índio, Leonardo e Marquinhos; Claudecir, Adãozinho (Correa), Magrão e Pedrinho (Zinho); Muñoz e Thiago Gentil (Anselmo)
Técnico: Jair Picerni

Criciúma
Fabiano; Paulo Baier, Cametá, Luciano e Luciano Almeida (Alonso); Léo Mineiro (Tiago Freitas), Paulo César, Tico e Juca; Dejair (Cléber Gaúcho) e Delmer
Técnico: Édson Valandro

Data: 26/03/2003 (quarta-feira)
Local: Parque Antarctica
Horário: 20h30
Árbitro: Edílson Soares da Silva (RJ)
Público: 8.714 pagantes
Cartões amarelos: Claudecir, Magrão (P); Cametá, Tico (Cr)
Gols: Juca, aos 5min, Índio, 28min, Thiago Gentil, aos 34min do primeiro tempo.