Pais americanos batizam filhos com nomes de marcas famosas

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 14 de novembro de 2003 as 11:35, por: cdb

Um estudo revelou que os americanos estão batizando seus filhos com nomes de marcas conhecidas, como L’Oréal, Chevrolet ou Armani.

O professor de psicologia Cleveland Evans fez a descoberta após pesquisar dados da Previdência Social dos Estados Unidos no ano 2000. Evans, que é professor da Universidade Bellevue, no Nebraska, estuda nomes de bebês há 25 anos.

O pesquisador conta que nomes de grifes estão em alta. Evans conta ter encontrado quase 300 meninas chamadas Armani, sete meninos chamados Denim e seis batizados como Timberland.

Durante sua pesquisa, ele encontrou até duas crianças em diferentes Estados, uma no Michigan e outra no Texas, chamadas ESPN, em homenagem ao canal de TV esportivo.

Carros

O pesquisador conta ainda que marcas de automóveis têm sido uma popular fonte de inspiração.

Ele encontrou 55 garotos chamados Chevy, 22 meninas batizadas como Infiniti e outras cinco que tinham o nome Celica.

Mas outros produtos também já inspiraram os americanos a dar nomes para seus rebentos.

Cleveland Evans conta ter encontrado seis meninos batizados como Courvoisier, em homenagem ao conhaque, e outros sete chamados de Del Monte, em homenagem à companhia alimentícia homônima.

Contraste

O pesquisador diz que, apesar da tendência atual de batizar crianças em homenagem a marcas famosas, os nomes mais comuns encontrados em 2002 eram Jacob para os garotos e Emily para as meninas.

Evans disse à BBC que os nomes retirados de marcas famosas são um sinal de que muitos pais querem que seus filhos se diferenciem dos demais.

O pesquisador disse também que batizar uma criança com o nome de uma marca sofisticada como Armani ou Chanel, associadas com dinheiro e originalidade, reflete a aspiração material de certas famílias.

– Não é diferente do que faziam pais do século 19, quando davam a seus filhos nomes como Rubi ou Opala. Isso reflete suas operações – disse o pesquisador.