Otan vai manter agressão à Líbia até o final de setembro

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 1 de junho de 2011 as 13:10, por: cdb

O comando do Pacto Militar do Atlântico Norte (Otan), que desde março realiza uma operação de agressão aéreas contra a Líbia, anunciou nesta quarta-feira (1º) que estenderá o bombardeio contra o país até o final de setembro. A decisão foi tomada na sede do pacto, em Bruxelas, na Bélgica.O anúncio foi feito pelo secretário-geral da organização, Anders Fogh Rasmussen, por meio de um comunicado oficial. “A Otan e os parceiros acabam de decidir em favor do prolongamento da nossa missão na Líbia por mais 90 dias”, disse ele, no comunicado.

“Essa decisão envia uma mensagem clara ao regime de Kadafi. Estamos determinados a continuar as nossas operações para proteger o povo líbio e cumprir a determinação das Nações Unidas”, ameaçou.

De acordo com o comunicado, a decisão de prolongar a missão da Otan é também uma mensagem ao povo líbio. “A nossa decisão envia também uma mensagem clara ao povo líbio: a Otan, os nossos parceiros e toda a comunidade internacional estão do seu lado”, afirmou Rasmussen.

Os bombardeios da Otan contra a Líbia já assassinaram mais de 100 civis na agressão que mantém contra o país do norte da África.

Terça-feira (31), o presidente da África do Sul, Jacob Zuma, reuniu-se com Kadafi. Segundo ele, somente a Otan entrava as negociações que a União Africana e a Líbia desejam para estabelecer um cessar-fogo. A Libia também recusa-se a ter qualquer tipo de diálogo com os amotinados, que tomaram a cidade de Bengazi como reduto.

Com agências