Otan, sem a França, inicia reunião sobre defesa da Turquia

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 16 de fevereiro de 2003 as 09:28, por: cdb

Dezoito países integrantes da Otan, sem França, devem pedir hoje, domingo, ao Comitê de Planos de Defesa “assessoria militar” para o funcionamento de medidas preventivas de defesa da Turquia.

Entre essas medidas está o envio de aviões AWACS, de mísseis Patriot e de unidades para a luta química e biológica, segundo fontes diplomáticas.

O secretário-geral da Otan, George Robertson, marcou para as 10h e 30min(6h e 30min de Brasília) de hoje uma reunião do Comitê para tentar fazer com que dezoito aliados cheguem a um acordo para pedir assessoria dos especialistas militares da Aliança a fim de começar o planejamento de uma defesa preventiva da Turquia, país que faz fronteira com o Iraque.

A França não participa da reunião do Comitê porque não integra a estrutura militar da Aliança.

Quando o comitê chegar a um acordo, se a Alemanha e a Bélgica suspenderem o veto que mantiveram até agora, será realizada uma reunião do Conselho Atlântico – que inclui os embaixadores dos 19 países membros da Otan – para tentar adotar uma declaração política sobre o compromisso da Aliança com a segurança da Turquia.