OSX, de Eike, chega à bolsa com oferta de até R$9,9 bi

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 2 de março de 2010 as 11:08, por: cdb

A OSX, companhia de estaleiros do empresário Eike Batista, fará sua estreia na Bovespa no próximo dia 19, com uma oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) que poderá movimentar até quase R$ 10 bilhões.

A operação envolve um lote inicial de 5.511.739 ações ordinárias, com faixa de preço indicativa entre R$ 1 mil e 1.333,33 por papel. Se houver demanda, poderão ser ofertados lotes adicional e suplementar de 826.760 e de 1.102.347 ações, respectivamente, de acordo com prospecto publicado nos jornais nesta terça-feira.

Considerando o preço máximo por ação e o exercício integral dos lotes, o giro financeiro da operação alcançaria R$ 9,9 bilhões, uma das maiores já registradas no Brasil.

O período de reserva das ações da OSX começa no próximo dia 9 e se estende até 16 de março. A precificação dos papéis ocorrerá em 17 de março.

No início de fevereiro, a OSX fechou um acordo de cooperação técnica com a gigante sul-coreana Hyundai Heavy, que comparará participação de 10% na companhia.

A aquisição da fatia na OSX pela Hyundai se dará por meio de subscrição de novas ações ordinárias da empresa de Eike Batista.

A oferta da OSX é destinada apenas a investidores institucionais e qualificados. Para o segundo grupo, o pedido mínimo de reserva de ações é de R$ 300 mil e o máximo de R$ 1 milhão, segundo o prospecto.

A OSX foi criada para suprir a demanda por plataformas da OGX, empresa de petróleo e gás que também pertence a Eike.

A companhia estima uma demanda de 48 unidades de produção de petróleo e gás a serem afretadas pela OGX para suportar seu crescimento nos próximos 10 anos, com custo estimado de cerca de US$ 30 bilhões.

O coordenador-líder da oferta da OSX é o Credit Suisse.