Oscar Niemeyer é enterrado ao som de Cidade Maravilhosa e Carinhoso

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 7 de dezembro de 2012 as 16:29, por: cdb

Nielmar de Oliveira
Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro – Eram exatamente 18h desta sexta-feira de verão, ainda com sol a pino, quando o corpo do arquiteto Oscar Niemeyer foi enterrado ao som das músicas Cidade Maravilhosa e Carinhoso, tocadas pela Banda de Ipanema, que tinha o arquiteto como patrono desde 2010.

Ao contrário do que informou familiares do arquiteto e funcionários do Cemitério São João Batista, o corpo de Oscar Niemeyer, comunista convicto, foi sepultado em um simples carneiro (sepultura perpétua) e não em um mausoléu.

Comunistas jovens e velhos, enquanto o corpo descia a sepultura, chamavam em alto e bom som: “Companheiro Niemeyer”. Depois respondiam: “Presente”.

Edição: Fábio Massalli