Organizadores de shows processam empresário da dupla TATU

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 3 de maio de 2003 as 13:32, por: cdb

O empresário da dupla russa TATU está sendo processado em 300 mil Libras por organizadores de shows ingleses. Os shows em Londres e Manchester das duas supostas lésbicas – boatos defendem um golpe de marketing e não uma opção sexual – foram cancelados em cima da hora porque, segundo os organizadores, o empresário colocou “numerosos e inaceitáveis obstáculos” para a realização dos espetáculos.

O promoter de eventos Andy Talakin disse que o empresário da TATU exigiu 300 garotas com menos de 16 anos vestidas em trajes colegiais para cada uma das noites de show.

– Nós achamos que este grau de exploração da imagem de meninas menores de idade é moralmente totalmente inaceitável -, disse ele.

Talakin disse ainda que o empresário disse que a integrante Julia Volkova estava indisposta para cantar por motivo de doença, mas que poderia ser convencida se um valor mais alto fosse pago como cachê. Um divulgador da turnê comentou não existir evidências da doença.

Não é a primeira vez que o empresário da dupla russa gera polêmica. Ele já foi acusado de abusar sexualmente de menores de idade e ele mesmo admitiu gostar de sair com meninas mais novas.

Mesmo se fossem realizados, os shows não seriam um sucesso, ainda que a dupla figure nas paradas das mais tocadas da Inglaterra há semanas. Apenas dois mil ingressos foram vendidos para os show dos dias 2 e 6 no London Wembley Arena, com capacidade para 12 mil pessoas.

No dia 4 de maio a dupla se apresentaria no Manchester MEN Arena, com capacidade para 10 mil pessoas. Somente mil ingressos teriam sido vendidos. O novo single da TATU, Not Gonna Get Us, será lançado no dia 19 de maio na Inglaterra.