Oposição xiita rejeita a idéia de um governo militar americano

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 14 de fevereiro de 2003 as 20:06, por: cdb

A Assembléia Suprema da Revolução islâmica no Iraque (ASRII), principal grupo de oposição xiita ao regime de Bagdá, rejeitou categoricamente nesta sexta-feira a idéia de que o Iraque seja dirigido temporariamente por um chefe militar norte-americano, assim que for derrotado Saddam Hussein.

“Um projeto assim criará verdadeiros problemas no Iraque” e impedirá a “estabilidade” no país, declarou Sayed Abdelaziz Hakim, membro do Conselho Central da ASRII, citado num comunicado do movimento.

O secretário de Estado norte-americano, Colin Powell, declarou ontem que se os Estados Unidos derrotarem o regime de Bagdá, será implantada no Iraque uma administração militar norte-americana que se transformará pouco depois em governo civil norte-americano ou internacional, até a formação de um “governo representativo” iraquiano.

Segundo a ASRII, o representante do presidente norte-americano para o Iraque, Zalmay Jalilzad, informou a Hakim sobre o projeto semana passada na Turquia.
Se este projeto for posto em prática, “voltarão a ser questionadas as pretensões [norte-americanas] de estabelecer um processo democrático e de respeitar os direitos dos iraquianos”, avaliou Hakim.

O membro da oposição xiita crê necessário que os Estados Unidos “aceitem a responsabilidade da oposição iraquiana num governo de transição no Iraque”.