Operários da Vale no Canadá entram na sétima semana de greve

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 14 de outubro de 2009 as 13:14, por: cdb

A greve dos trabalhadores em mineração, em Sudbury, da INCO – uma subsidiária da Vale – entra na sétima semana. A empresa explora níquel. Entre os motivos da paralisação está a imposição de alteração do plano de pensão. No novo plano os operários teriam que passar a contribuir para a concessão de benefícios. Atualmente os trabalhadores recebem um bônus dependendo do preço do níquel no mercado.

A Vale quer impor um teto e congelar os salários durante os próximos três anos. Os operários não concordam e desejam a manutenção dos direitos adquiridos. Não há sinais que a Vale se disponha atender as demandas dos operários. A Vale adquiriu 75% das ações da mineradora INCO, em 2006.

No mercado a demanda e o preço do níquel estão em alta. A paralisação já compromete o cumprimento de contratos por parte da mineradora brasileira. Trabalhadores dizem que a mina é altamente rentável, e que durante os últimos dois anos faturou US$ 4 bilhões. O sindicato avalia que o governo do Canadá deveria proteger seus cidadãos contra as ameaças da Vale.

Por Rogério Henrique Almeida, do blog Furo.
Atualizada às 17h01