Operação Pressão Máxima ocupa 20 favelas no Rio

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 5 de novembro de 2003 as 11:25, por: cdb

Vinte comunidades estão sendo ocupadas neste terceiro dia da operação Pressão Máxima, deflagrada pela Secretaria de Segurança Pública para combater o tráfico de drogas na Região Metropolitana do Rio.

As regiões são as das favelas do Fogueteiro, no bairro do Catumbi, Cerro Corá, no Cosme Velho, Dezoito, em Água Santa, Quinta do Caju, no Caju, Conceição, no Santo Cristo, Morro do Andaraí e Morro do Fubá, em Cascadura, Coréia, em Senador Câmara, Caixa D¿Água, na Penha, Querosene, na Ilha do Governador, Caixa D¿Água, na Piedade, Cabritos, em Copacabana, Parque Arará, em Benfica, Morro do Vidigal e Saquaçu, em Santa Cruz; Foice, em Pedra de Guaratiba, Cabritos, em Niterói, Ititioca, em Pendotiba, Prainha, em Duque de Caxias, e Dique, no Jardim América.

Os policiais, que estavam reunidos em diversos Batalhões da Polícia Militar, seguiram às 8h para os locais pré-determinados pelos órgãos de inteligência da Secretaria.

A partir desta quinta-feira, a Policia Federal se juntará às policias Civil e Militar nas incursões em morros e favelas, segundo acordo firmado pelo ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, e o secretário de Segurança Pública do Estado do Rio, Anthony Garotinho. Diariamente, o efetivo da policia empregado nas ações será de 880 homens.