Operação Calouro desarticula máfias que fraudavam vestibular de medicina

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 12 de dezembro de 2012 as 11:42, por: cdb

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira, a Operação Calouro. O objetivo da ação policial é desarticular organizações criminosas especializadas em fraudar vestibulares para entidades de ensino superior de Medicina no Rio e em mais nove estados.

Calouro
Operação mobilizou 290 efetivos da Polícia Federal

Para realizar a operação, estão sendo empregados mais de 290 policiais federais, em 10 estados (GO, MG, ES, RJ, SP, TO, RS, AC, MT e PI)   e no Distrito Federal. No total devem ser cumpridos 70 mandados de prisão e 73 mandados de busca expedidos pela Justiça de Vitória/ES.

A investigação

Ao longo de um ano e seis meses de investigações foi possível formar um panorama bastante completo sobre as fraudes em vestibulares de medicina em todo o território nacional e sobre os grupos criminosos que realizam esta atividade.

Trata-se de organizações altamente especializadas, lucrativas, organizadas e disseminadas. Elas agiam por meio de diversos métodos clandestinos para atingirem o objetivo de fraudarem os vestibulares, seja por meio da falsidade documental e substituição do aluno durante as provas, seja por meio da produção de um gabarito e sua difusão não autorizada e clandestina por algum meio eletrônico aos alunos.

É importante ressaltar a nocividade das quadrilhas que fraudam vestibulares, seja para as instituições, que são ludibriadas em seu processo de seleção dos melhores alunos interessados no ingresso, seja para o meio médico, que recebe profissionais completamente alheios aos princípios éticos, seja para a saúde pública em geral, que será atendida por profissionais com sérios desvios de conduta.