Ópera britânica encenará a vida de Muammar Kadafi

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 13 de janeiro de 2005 as 16:52, por: cdb

Uma importante companhia de ópera da Grã-Bretanha disse que está preparando um musical para contar a saga do líder líbio Muammar Kadafi.

De acordo com a English National Opera (ENO), a idéia é transformar em espetáculo a história de “um homem humilde que nasceu numa tribo de beduínos e se transformou num líder político poderoso”.

Além da vida pessoal do líder líbio, a ópera será um retrato da “relação volátil entre o Oriente Médio e o Ocidente e da política internacional e a sua representação na mídia em ambos os mundos”.

A notícia acontece um ano depois de a Líbia anunciar que abandonou as tentativas de produzir armas nucleares, biológicas ou químicas.

Fim das sanções

A decisão foi tomada depois de uma longa negociação com a Europa e os Estados Unidos, que suspenderam as suas sanções e restabeleceram contatos diplomáticos com o país comandado por Kadafi.

O primeiro-ministro britânico, Tony Blair, fez uma histórica visita a Trípoli em 2004, para marcar a retomada dos laços entre os dois países.

Apesar disso, Kadafi é uma figura polêmica na Grã-Bretanha, em razão do envolvimento da Líbia num atentado que derrubou um aviao da Pan Am sobre a cidade escocesa de Lockerbie, em 1988, matando 270 pessoas.

A nova ópera está sendo composta em colaboração com Steve Chandra Savele, integrante da banda de rock britânica Asian Dub Foundation, e do dramaturgo Shan Khan.