ONU e Síria assinam acordo sobre observadores

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 19 de abril de 2012 as 15:32, por: cdb

A Organização das Nações Unidas confirmou nesta quinta-feira a assinatura de um acordo com o governo da Síria para a instalação nesse país de uma equipe de observadores do fim da violência armada.
Ao mesmo tempo, o Conselho de Segurança iniciou nesta quinta o debate de uma proposta do secretário geral da ONU, Ban Ki-moon, para ampliar para 300 o número de integrantes desse contingente.

O convênio assinado em Damasco cria as bases para um protocolo que regerá o trabalho dos supervisores, segundo uma declaração de Ahmad Fawzi, porta-voz do enviado especial da ONU para a Síria, Kofi Annan, difundido em Nova York.

Essa missão tem a tarefa de “monitorar e apoiar o fim da violência armada em todas as suas formas e por todas as partes e a implementação do plano de seis pontos” de Annan, detalha o texto.

O acordo firmado destaca as funções dos observadores no cumprimento de seu mandato na Síria e os trabalhos e responsabilidades do governo sírio a respeito, agrega.

Fawzi informou que o emissário da ONU realiza discussões similares com representantes da oposição síria para definir as “responsabilidades dos grupos armados” para o fim das hostilidades.

Insistiu em que o cessar da violência em todas suas formas e por todas as partes, sob um mecanismo efetivo de supervisão da ONU, é o primeiro passo essencial do plano dirigido a instalar a paz na Síria.

E sublinhou que a parte mais difícil está por conseguir: um verdadeiro diálogo político entre os sírios para resolver as legítimas aspirações e preocupações do povo desse país.

O acordo entre a ONU e a Síria para a instalação dos observadores e a solicitação formal do secretário geral sobre a quantidade e detalhes dessa missão são requisitos necessários para que o Conselho de Segurança amplie o número de seus integrantes.

Segundo informações, em uma carta entregue ontem à noite a esse corpo, Ban Ki-moon afirmou que existem oportunidades de progressos na Síria e que o nível de violência caiu desde 12 de abril, quando o governo começou a executar o plano de Annan.

Na quinta-feira passada, o órgão aprovou uma resolução que fixou em 30 o número de observadores do grupo que começou a chegar na Síria no domingo passado.

Os membros do Conselho de Segurança também receberão hoje um relatório do segundo da equipe de Annan, Jean-Marie Guehenno, sobre a situação existente sobre o terreno.

Além disso, têm previsto, quiçá na próxima segunda-feira, escutar um relatório direto de Annan, que deve avaliar a situação sobre o terreno, segundo explicou ontem a presidenta do Conselho, a embaixadora dos Estados Unidos, Susan Rice.

Fonte: Prensa Latina

 

..