ONU defende direitos de mulheres vítimas de violência

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 10 de dezembro de 2012 as 17:59, por: cdb

A Organização das Nações Unidas convocou nesta segunda-feira (10) os governos a garantir os direitos à verdade e a justiça das mulheres vítimas de violência sexual em tempos de guerra e o processo dos responsáveis por esses fatos.
Esses três elementos são fundamentais para conseguir que as mulheres vivam livres das agressões, em especial em países que saem de conflitos, afirmaram duas especialistas da ONU na matéria.

A exortação foi feita por Rashida Manjoo, relatora especial sobre a violência contra as mulheres, suas causas e consequências; e Zainab Hawa Bangura, representante do secretário geral da ONU, Ban Ki-moon, para a violência sexual em conflitos.

Em um comunicado conjunto, ambas destacaram que em muitos casos esses ataques estão relacionados com o legado de guerras e outros problemas como a saúde, o desemprego, a pobreza e o vício às drogas.

Assim mesmo, indicaram que a falta de rendição de contas dos culpados perpetua o receio na habilidade dos órgãos judiciais para consertar às vítimas.

A declaração de Manjoo e Bangura foi difundida ao concluir os “16 dias de ativismo contra a violência de gênero” , campanha que se celebra a cada ano do 25 de novembro (Dia para a eliminação desse fenômeno) ao 10 de dezembro (Dia dos direitos humanos).

As duas especialistas também reclamaram a favor dos direitos de mulheres prejudicadas a um reparo civil e criminoso e a serviços de proteção efetiva, apoio e reabilitação.

Ademais exigiram que as autoridades combatam as desigualdades, injustiças, preconceitos e outras percepciones e práticas sociais que propiciam a violência, incluída a discriminação das mulheres e as meninas.

Fonte: Prensa Latina

 

..