Oliver Stone, no Brasil, defende o socialismo moreno de Chávez

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 30 de março de 2010 as 11:29, por: cdb

Oliver Stone, premiado cineasta norte-americano, diretor de produções controversas como JFK – A pergunta que não quer calar e Assassinos por natureza, sobre a vida de matadores em série, está de malas prontas para visitar as principais capitais brasileiras, em maio, no lançamento do documentário South of the border (Ao sul da fronteira, em tradução literal), que resgata a verdade sobre o governo do presidente Hugo Chávez, na Venezuela, e sua tentativa de implantar naquele país um novo regime, o socialismo moreno.

No Festival de Veneza, ano passado, Stone apresentou South of the border e, como sempre, provocou jurados e plateia com o filme sobre um dos líderes mais polêmicos da atualidade.

– O documentário foi realizado com o objetivo de flagrar a cobertura hipócrita a que a mídia norte-americana submete Chávez, chamando-o de ditador. A América Latina hoje tem um time de governantes, Lula entre eles, que se preocupam em ouvir quem passa fome – afirmou o diretor.