Oficiais israelenses criticam operações do exército de Israel

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 28 de setembro de 2004 as 06:01, por: cdb

O jornal isralense <i> Haaretz</i> informou, nesta terça-feira, que quatro oficiais de elite da unidade “Shaldag” das Forças Aéreas israelenses criticaram duramente em carta as demolições de casas nos territórios palestinos como na Faixa de Gaza, que classificam de imoral pois prejudicam inocentes.

A maior preocupação dos oficias foram as operações em Rafah, realizadas em maio, quando o Exército destruiu dezenas de casas, e criticam algumas operações nas quais fizeram parte como na aldeia de Yata, no sul da Cisjordânia.

A carta , dirigida à cúpula das Forças Armadas israelenses, é a continuação do movimento “Rompendo o Silêncio”, formado por um grupo de soldados desmobilizados que descreveram com dureza as operações nas quais participaram.

Os quatro oficiais, que têm categoria de comandantes de companhia, dizem que não têm intenção de abandonar os serviços nas Forças Armadas, mas não concordam com algumas práticas do exército nos territórios palestinos.