Ocupação continua na USP

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 4 de junho de 2007 as 21:45, por: cdb

Após quatro horas e meia de reunião com a reitora, Suely Vilela, os estudantes da Universidade de São Paulo (USP) deixaram o prédio da Escola Politécnica, na Cidade Universitária, Zona Sul da capital paulista, frustrados com o resultado da negociação.
 
O presidente do Sindicato dos Trabalhadores da USP (Sintusp), Magno de Carvalho, afirmou que, durante toda a reunião, a reitora condicionou a discussão dos 17 itens à desocupação do prédio.

– Na realidade, o que a reitora fez foi o seguinte: vocês desocupam e nós discutimos, em uma comissão, o avanço na negociação -, relatou.

De acordo com os estudantes, a reitora fez a contraproposta de que o atendimento dos três itens que ela já havia concedido continuaria válida a partir da desocupação.

Em nota, a reitora Suely Vilela “pede que a comissão traga uma proposta concreta, aprovada pela assembléia, de que a manutenção das concessões anteriores implica a desocupação do prédio da reitoria”.

A nota informa ainda que o atendimento das demais reivindicações está sujeito a análise da Comissão de Gestão Pós Ocupação, que será formada por 16 membros, sendo oito professores e oito alunos e/ou funcionários.