Ocorrências de trabalho escravo diminuem em 2009

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 15 de abril de 2010 as 14:44, por: cdb

As ocorrências de trabalho escravo registradas pela Comissão Pastoral da Terra (CPT) diminuíram em 2009. O relatório Conflitos no Campo, divulgado nesta quinta-feira pela entidade, aponta que em 2008 foram 280 registros de escravidão, contra 240 do ano passado.

O número de resgatados também foi menor em 2009: 4.283 pessoas. Desses, 715 estavam no Rio de Janeiro, estado com maior número de resgatados. No ano anterior foram libertados em todo país 5.226 trabalhadores. 

A Região Sudeste liderou o número de libertados. De acordo com a CPT, o estado responde por 37,2% dos resgatados, seguido pelo Nordeste, com 20,9%. 

A comissão, entretanto, alerta que os números refletem a fiscalização intensa realizada na Região Centro-Sul e não necessariamente o número de pessoas trabalhando como escravos.

– O Norte continuou liderando pelo número de trabalho escravo identificado (mas fiscalizado somente pela metade) e voltou a encabeçar o ranking do número de pessoas envolvidas nesses casos –, ressalta a entidade.

Segundo o relatório, no ano passado, 2.423 pessoas estavam envolvidas em denúncias de trabalho escravo, seguido pelo Sudeste com 1.605 envolvidos.

Em relação à superexploração e ao desrespeito da legislação trabalhista no campo, também houve queda nos índices, foram 45 registros no ano passado, menos da metade dos 93 verificados em 2008.