Ocidente cria mais um alvoroço midiático contra Irã

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 31 de maio de 2011 as 14:40, por: cdb

Um problema de comunicação entre o avião que transportava a chanceler alemã Angela Merkel e o controle aéreo do Irã fez com que o voo se atrasasse por duas horas, em sobrevoo efetuado no espaço aéreo da Turquia. Apesar da tripulação atribuir o atraso a “problemas de coordenação”, a mídia ocidental criou um alvoroço para culpar o Irã.Segundo o porta-voz do governo alemão, Steffen Seibert, o voo da chanceler alemã Angela Merkel para a Índia foi atrasado por aproximadamente duas horas com a “recusa” do governo do Irã de permitir que o avião sobrevoasse o país.

Seibert disse que a decisão iraniana “forçou” o avião em que viajava Merkel a circular sobre a Turquia cerca de duas horas durante a rota de sua visita oficial a Nova Délhi.

O porta voz classificou o episódio como uma “violação dos privilégios diplomáticos” que Angela “nunca tinha experimentado antes”.

O problema é que o porta-voz não esclarece o motivo de tal atraso. O Irã havia autorizado o vôo no seu espaço aéreo, com conhecimento da embaixada germânica no país.

O ministério de Relações Exteriores do Irã desmentiu Seibert, afirmando que o país não proibiu o avião que transportava Angela Merkel, de sobrevoar o território iraniano.

No início da manhã desta terça-feira, Berlim alegou que o avião foi forçado a circular sobre território turco por quase duas horas, depois de o governo iraniano não ter autorizado a aeronave a acessar o espaço aéreo do país.

“A permissão solicitada para a passagem do avião que transportava a chanceler Angela sobre território da República Islâmica do Irã foi dada a tempo”, afirmou o porta-voz do ministério, Ramin Mehmanparast.

Segundo Mehmanparast, a embaixada alemã em Teerã foi informada da emissão de permissão de passagem.

“O problema sobre o atraso do voo em sobrevoar o espaço aéreo da República Islâmica do Irã foi causado por um problema técnico que foi imediatamente resolvido e a aeronave foi autorizada a seguir seu curso”, explicou o funcionário iraniano.

Tripulantes da aeronave do governo alemão atribuíram o atraso a “problemas de coordenação”.

O atraso aconteceu no voo inaugural do novo avião do governo alemão, um Airbus 340, que poderia ter obrigado o avião a um pouso não previsto na Turquia, para reabastecimento, caso fosse obrigado a voar fora do território iraniano.

A aeronave, batizada de Konrad Adenauer, em homenagem ao primero chanceler da Alemanha Ocidental após o pós-guerra, também levava um grande grupo de empresários e jornalistas.

Com agências