Observatório de Campinas terá sessão de observação da “lua azul”

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 26 de novembro de 2001 as 12:33, por: cdb

Anote na agenda: no dia 30 de novembro, vamos poder testemunhar a ocorrência da chamada “blue moon” (“lua azul”). Normalmente, como muita gente deve saber, há apenas uma lua cheia em cada mês do ano. Quando um mês tem duas luas cheias -um evento relativamente raro-, a segunda é chamada de “blue moon”, embora não seja exatamente azul.

Utilizando filtros especiais, será possível apreciar a lua em sua forma mais luminosa e ver detalhes imperceptíveis a olho nu. Além disso, acompanhada por um especialista, a visita inclui informações e lendas sobre a “lua azul” -você vai saber, por exemplo, que a lua já pareceu ser azul em alguns momentos da história.

A origem da denominação “blue moon”, assim como de seu significado astronômico -a segunda lua cheia do mês-, ainda é controversa, mas provavelmente está relacionada aos agricultores norte-americanos.

De qualquer forma, muita poesia e superstições cercam a “lua azul”. Na música popular dos Estados Unidos, por exemplo, surge como símbolo de tristeza e solidão.

“Blue Moon, you saw me standing alone/ Without a dream in my heart/ Without a love of my own… (Lua azul, você me viu sozinho, sem um sonho em meu coração, sem um amor só meu…), diz a canção “Blue Moon”, que ficou famosa na voz de Elvis Presley. Mas assim que o personagem encontra seu amor, a lua fica dourada. Segue a mesma canção:

“And when I looked the moon had turned to gold/Blue moon, now I’m no longer alone…(e quando eu olhei de novo, a lua tinha ficado dourada/Lua azul, eu não estou mais sozinho…)”.

Historicamente a “blue moon” também já foi associada a falta de sorte e prejuízos, especialmente quando acontece mais de uma vez no ano. O mais provável, no entanto, é que quem vá ao Observatório de Campinas no dia 30 tenha, isto sim, a sorte de conhecer um pouco mais sobre os mistérios do universo e da astronomia.

Além do próximo dia 30, o Observatório de Campinas realiza sessões de observação do céu todos dos domingos das 17h às 21h. Afastado da cidade, na Serra das Cabras, o local oferece condições privilegiadas de visibilidade.

OBSERVATÓRIO MUNICIPAL DE CAMPINAS – acesso a partir do Distrito de Joaquim Egídio, com 5 km de estrada de terra (em Campinas, siga pela av. Moraes Sales no sentido de Souzas). Tel. 0/xx/19/3298-6566. Sessões: domingos, das 17h às 21h (exceto dias nublados ou chuvosos); dia 30/11: observação da “lua azul”.