Obama em plena campanha

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 22 de junho de 2011 as 13:02, por: cdb

Barack Obama, presidente dos Estados Unidos, está em campanha aberta pela reeleição no ano que vem. Depois do assassinato de Bin Laden, agora, a Casa Branca e o Departamento de Estado armaram uma encenação – embalada em papel celofane e fita vermelha – nesta quarta-feira, que toda a mídia ocidental comprou.

Jornais e TVs noticiaram que o presidente anunciaria “nas próximas horas” a retirada norte-americana do Afeganistão. O conteúdo das matérias, porém, não corresponde ao exagero de suas manchetes. A tal “retirada” se dará em um processo gradual e lento.

Tudo se resume à primeira fase de uma prometida retirada militar – a ocupação já dura 10 anos! – que se limita à saída de 30 mil soldados do país, nos próximos dois anos. O planejado é retirar 10 mil soldados neste ano (5 mil até julho e outros 5 mil até o final do ano), e 20 mil em 2012. Sobrarão outros 70 mil, pois hoje o Afeganistão abriga 100 mil homens das forças norte-americanas.

Ao assumir o poder, em 2009, Obama enviou um contigente adicional de 30 mil homens, os quais se somaram aos que haviam sido enviados por George Bush. O anúncio de ontem é a forma de Obama responder à pressão dos membros do Congresso norte-americano e, obviamente, da opinião pública. Com olhos bem abertos a 2012.