OAB exige que ameaças do PCC feitas pela TV tenham apuração rigorosa

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 11 de setembro de 2003 as 20:27, por: cdb

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Rubens Approbato, pediu nesta quinta-feira a apuração rigorosa das denúncias feitas no Programa Domingo Legal, do SBT, por supostos integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC). Encapuzados, dois homens que se diziam membros do grupo revelaram várias ações planejadas como o sequestro do padre Marcelo Rossi e ameaças a apresentadores de televisão.

O Grupo de Atuação Especial e Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) de São Paulo vai investigar se o programa forjou a entrevista com o PCC. “Tem que ser apurado para ver se aquilo realmente existe, ou se foi mera apresentação teatral”, disse Approbato.

Caso as investigações indiquem que a entrevista foi verdadeira, Approbato disse que as ameaças feitas pelo grupo devem ser apuradas a fundo.

– As ameaças são muito graves, muito sérias, e o Poder estatal não pode ficar inerte. Tem que ser apurado mesmo. Todos nós podemos estar nesta lista, o próprio presidente da Ordem. Queremos saber se isso foi verdade ou foi só matéria no interesse de publicidade – enfatizou.