O mesmo filme

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 11 de fevereiro de 2003 as 14:34, por: cdb

Lembrete ao ministro da Previdência e Assistência Social, Ricardo Berzoini: desde que armou uma reforma da Previdência, que não resolveu coisa alguma, o ex-deputado e ex-ministro Reinhold Stephanes perdeu duas eleições para a voltar à Câmara. Agora, o deputado Berzoini (PT-SP) envereda-se pelo mesmo caminho, manchando uma consagradora biografia ao colocar em sua mesa o saco de maldades do Governo Fernando Henrique.

Numa palestra no Conselho Nacional de Previdência Social, quando anunciou demagogicamente que iria criar conselhos estaduais de previdência, extintos por Stephanes, usou e abusou de números de que tanto usava e abusava seu antecessor, José Cechin.

Os especialistas e analistas do setor já viram esse filme, no qual mudam os personagens, mas a trama é a mesma. Nem sempre acaba com final feliz.

NEPOTISMO

O filho do ex-deputado Átila Nunes, Átila Alexandre Nunes Pereira, foi nomeado diretor de Departamento da Alerj, com salário de R$ 4 mil. Dois filhos do deputado Albano Reis foram nomeados: um, Jefferson Reis, subchefe do gabinete da presidência, com R$ 7 mil mensais; outro, Osvaldo Reis, consultor especial, com R$ 4 mil de mesada. E mais: o ex-deputado Claudeci da Ambulância foi contemplado com o cargo de consultor parlamentar, com R$ 7 mil mensais.

A sinecura está no Diário Oficial do Legislativo, edição de sexta-feira.

CARA-PINTADA

Perto de completar 81 anos de idade, a aposentada Ana Prado Ferreira conseguiu realizar o velho desejo e começou a freqüentar a universidade. Depois de duas tentativas, passou no vestibular para o curso de Letras da PUC de Campinas. Como todo calouro, teve o rosto pintado pelos veteranos e fez questão de tomar o ônibus de volta para casa com a cara pintada, troféu de uma grande vitória.

SAMBISTA

Choveram críticas ao presidente do BNDES, o economista Carlos Lessa, só porque deixou bem claro, na última sexta-feira, que gosta de samba. Criador do bloco “Minerva Assanhada”, ao aparecer na mídia ao lado de passistas e ritmistas, reforçou o perfil do novo governo: informal e bem brasileiro.

FACTÓIDE

A menos que, no uso e abuso de suas atribuições, o prefeito Cesar Maia decida prorrogá-lo, termina a zero hora do próximo domingo o horário de verão.

MACHÃO – 1

O Movimento Machão Mineiro (MMM) elegeu o prefeito de Ipatinga (MG), Francisco Delfino, o Chico Ferramenta (PT), o “Machão do Ano”. Como se sabe, ele desapareceu na manhã de segunda-feira (3) e só reapareceu no final da tarde de quarta, num sumiço que mobilizou até o presidente Lula e a Polícia Federal. Estava em um hotel na capital mineira, supostamente usando o apelido.

MACHÃO – 2

Segundo o MMM, a “insígnia é conferida a pessoas ilustres que perpetrem algo que sacuda a opinião pública e a mídia em geral”. Já receberam a “comenda”, entre outros, o então ministro Bernardo Cabral, por ter deixado a então ministra da Fazenda, no Governo Collor, Zélia Cardoso de Melo, em um hotel de Paris, aguardando que ele viesse ao Brasil tratar dos dentes; o então presidente Itamar Franco, por haver levado uma “calça arriada” da modelo Lilian Ramos; e o ex-presidente americano, Bill Clinton, pelo caso com a estagiária Monica Lewinski.

Inconfidências

>> O craque André Luiz Soares Cavalcanti acaba de reforçar a equipe da filial de Fortaleza (CE) do megaescritório Siqueira Castro Advogados.

>> O Bob’s terá 50 pontos de venda no Sambódromo, este ano.

>> Arrasado pela morte da mãe, Freda Woodward, de 87 anos, vítima de câncer, o lendário cantor galês Tom Jones, de 62, cancelou vários shows que faria em Las Vegas (EUA), declarou ontem, sua prima Dorothy, à BBC de Londres.

>> A atriz australiana Nicole Kidman negou ontem, em Londres, ter relação com o ator britânico Jude Law, como afirmou a imprensa do Reino Unido há uma semana.

>> Hoje é Dia Mundial do Enfermo e noite de Lua Crescente.

>> A Igreja Católica comemora o Dia de Nossa Senhora de Lourd