O Flamengo está na final da Copa Mercosul

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 30 de novembro de 2001 as 03:43, por: cdb

O Flamengo confirmou a campanha de melhor time da Mercosul ao vencer o Grêmio, no Olímpico, e se classificar para a final do campeonato. A classificação do time carioca veio nos pênaltis (4 a 2). E o rubro-negro jogará a final com o San Lorenzo, da Argentina, com o primeiro jogo, dia 12/12, da decisão no Maracanã e o jogo de volta, dia 19/12, em Buenos Aires.
O jogo começou com as duas equipes exercendo forte marcação. O Flamengo entrou com a mesma formação da primeira partida. Já o Grêmio colocou Fábio Baiano como atacante e deixou Cláudio Pitbull no banco.
Aos 9 minutos, Luís Mário chutou forte da entrada da grande área, mas a bola passou muito próxima da trave direita do goleiro Júlio César.
Três minutos mais tarde, Gavião recebeu livre pela direita e chutou para fora.
Aos 14 minutos foi a vez de Fábio Baiano pressionar o time carioca. Ele aproveitou a falha do meio de campo do Flamengo e chutou de longe na tentativa de pegar Júlio César desprevenido, mas a bola foi para fora.
O tricolor gaúcho continuava pressionando o clube rubro-negro e aos 25 minutos, Júlio César salvou o Flamengo. Zinho cobrou escanteio pela esquerda e Pedrinho cabeceou a queima roupa, mas o goleiro do time carioca fez ótima defesa.
O jogo estava tão truncado que aos 28 minutos os ânimos se exaltaram. A confusão aconteceu após uma dividida mais dura entre os jogadores. Mas logo os jogadores se acalmaram e ninguém foi punido pelo árbitro Oscar Julián Ruiz Acosta. E a torcida gritava “ão ão ão, segunda divisão!!”
Aos 32 minutos, o Flamengo chegou ao gol de Danrlei com perigo. Beto chutou forte de fora da área, mas Danrlei defendeu todo sem jeito.
Três minutos mais tarde, Reinaldo tocou para Edílson, que foi a linha de fundo e cruzou na cabeça de Petkovic, que mandou a bola na trave direita do goleiro Danrlei.
Menos de um minuto mais tarde, Rocha lançou Edílson que entrou na área e chutou cruzado. Danrlei mandou para escanteio.
Aos 42 minutos, o último lance com perigo do primeiro tempo. Fábio Baiano fez boa jogada pela esquerda e rolou para o capitão Zinho, que pegou muito mal na bola e manda pela linha de fundo.
O Grêmio voltou para a etapa final com Itaqui no lugar de Pedrinho, que pediu para sair. Já o Flamengo voltou com a mesma formação.
A partida recomeçou com os dois times se preocupando em se defender, mas o tricolor gaúcho ainda tentava criar mais oportunidades de gol.
E logo no 3º minuto de jogo, Fábio Baiano recebeu, sozinho, na área e marcou, mas o árbitro errou ao invalidar o gol alegando impedimento.
Aos 14 minutos, Luís Mário tocou para Fábio Baiano, mas Juan se antecipou e jogou para escanteio.
Dois minutos depois, o zagueiro Roger chutou da intermediária, mas Júlio César defendeu sem dificuldades.
Aos 20 minutos, Zinho cobrou escanteio pela esquerda e Fábio baiano cabeceou por cima do gol rubro-negro.
Cinco minutos depois foi a vez de Edílson perder a oportunidade de inaugurar o marcador. Rocha lançou o Capetinha que partiu livre em contra-ataque. Mas na hora de finalizar, o atacante pegou mal na bola e jogou para fora. Petkovic ficou indignado, pois estava sozinho no lado esquerdo da área de Danrlei.
Aos 33 minutos, Fábio Baiano entrou na área, após bonita jogada pela esquerda, e chuta pro gol obrigando o goleiro Júlio César a fazer uma boa defesa.
E aos 42 minutos, Cláudio Pitbull, que entrou no lugar de Gavião, driblou Juan na área e chutou no canto esquerdo, mas Júlio César salvou o Flamengo mais uma vez.
Com o placar de 0 a 0, o jogo foi para os pênaltis. Já que a primeira partida terminou em 2 a 2.
O Flamengo começou cobrando com Petkovic, que cobrou no canto direito de Danrlei. O goleiro gaúcho foi na bola, mas não conseguiu defender.
Zinho foi o primeiro cobrador do Grêmio e chutou no lado esquerdo de Júlio César, que chegou a encostar na bola.
O segundo a bater pelo Flamengo foi Reinaldo. Ele chutou no canto direito de Danrlei, que foi para o outro lado.
A.. Polga cobrou no lado esquerdo de Júlio Cé