Novo indicador da situação de pobreza será avaliado pelo programa ‘Bolsa Família’

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 20 de novembro de 2003 as 12:04, por: cdb

A criação de um indicador multidimensional, que traduza os vários aspectos da situação de pobreza está em estudos na oficina de trabalho promovida pelo Ministério Extraordinário de Segurança Alimentar e Combate à Fome.

O indicador de renda, segundo os especialistas e técnicos que participam do encontro, é muito frágil e não transparece a real situação de pobreza da população. O novo indicador deverá analisar, além da renda da família, condições de saneamento básico, número de integrantes de cada família, custo de vida da região, entre outros.

No mês de outubro, o Bolsa Família atingiu cerca de 4.400 municípios. O programa conta com um orçamento de R$ 5,3 bilhões, 75% superior à verba de 2002. “O presidente nos deu a meta de atingirmos, ainda este ano, 3,6 milhões de família. Nós estamos a toda velocidade para cumprir isso que o presidente nos determinou”, disse a gestora do programa Bolsa Família, Ana Fonseca. Caberá ao comitê gestor do programa avaliar os resultados da oficina de trabalho.