Nova Iorque lança “sequestro sob medida”

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 2 de agosto de 2002 as 07:17, por: cdb

Para quem está em busca de emoções fortes em Nova York, um novo serviço oferece “sequestros sob medida”; Brock Enright, um artista de 25 anos, criou uma empresa que é procurada por gente que paga milhares de dólares para ser violentamente seqüestrada. Cerca de 30 pessoas já usaram o serviço até agora, e dezenas de outros “seqüestros personalizados” estão em preparação. Cada seqüestro é diferente do outro, para atender aos gostos individuais.

Os clientes costumam ser amarrados, amordaçados e levados para um cativeiro, por um período que pode variar de horas a dias.
“É como sair de si mesmo. Eu queria saber como eu reagiria”, disse Jason, um carpinteiro de pouco mais de 20 anos, que já passou pela experiência três vezes. Muitos clientes são levados do meio da rua, de dia e de noite.
Outros são seqüestrados em casa pelos funcionários de Enright – chamados por ele de “pássaros”. “Um dos meus clientes favoritos é um rapaz que adora lugares apertados. Quando eu o seqüestrei, ele estava escondido em baixo da cama”, contou Enright. A psicoterapeuta Sheena Hankin acredita que pode haver algum benefício terapêutico nessa novidade e até está interessada em experimentar “. Quando tudo acaba, você é realmente um sobrevivente”, disse ela. Enright afirma que o perfil de seus clientes está mudando. Mais homens o procuram agora, muitos querendo experimentar a possibilidade de escapar de seus carcereiros. Não há nada ilegal nesse negócio, mas o Departamento de Polícia de Nova Iorque não está contente.