Noruega permite o abate de 711 baleias em 2003

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 4 de outubro de 2002 as 21:00, por: cdb

O governo norueguês concedeu, nesta sexta-feira, a permissão para a captura de 711 baleeiras em 2003, número ainda maior de cetáceos do que puderam matar este ano, quando a caça foi a maisampla desde que Oslo rompeu com a moratória mundial da perseguição e abate deste animais, há nove anos. A informação partiu do Ministério da Pesca.

Ambientalistas e governos de vários países denunciam a caça, que ignora a proibição instaurada pela Comissão Internacional Baleeira. A Noruega diz que a captura de baleias é uma maneira de colher recursos marinhos renováveis.

– A cota básica não mudou do ano passado para cá – disse Kirsti Henriksen, vice-diretor-geral do ministério, explicando que a cota de 711 inclui 40 baleias que os pescadores noruegueses deixaram de capturar em 2002, quando a cota foi de 671 e as capturas foram 631.

Um grupo ligado aos baleeiros disse na terça-feira que haviam sido caçados 634 animais, um pouco mais que o número oficial. A captura foi a mais extensa desde que a Noruega retomou a caça comercial de baleias, em 1993.