No Japão, terremoto de 7,3 graus atinge nordeste do país

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 7 de dezembro de 2012 as 11:39, por: cdb

Um terremoto de 7,3 graus na escala Richter atingiu nesta sexta-feira (7) o nordeste do Japão e gerou um alerta de tsunami, cancelado às 20h no horário de tóquio (9h em Brasília). Nove pessoas ficaram feridas, a maioria de forma leve.
Segundo o USGS (Serviço Geológico dos Estados Unidos), o terremoto teve 36 km de profundidade e seu epicentro foi localizado no mar, na costa leste da ilha de Honshu, mais precisamente a 240 quilômetros do litoral de Miyagi, onde as autoridades pediram à populaçãolocal para irem para áreas elevadas em razão da possível chegada do maremoto.

Entre os feridos estão uma mulher de 75 anos e um bebê de dois, que se machucaram ao cair durante o tremor.

O terremoto, que também foi sentido em Tóquio, aconteceu às 17h18 (horário local, 6h18 de Brasília), abalando vários edifícios da cidade, informou o canal de televisão público NHK. Imediatamente depois as autoridades emitiram uma advertência para uma possível alta do nível das águas no litoral de cinco províncias do nordeste do país.

As ondas ocasionadas pelo tremor, com aproximadamente um metro de altura, já atingiram o litoral da cidade de Ishinomaki. Na cidade de Ofunato, o nível das águas subiu cerca de 20 centímetros às 18h10 (7h10), segundo a NHK.

No litoral de Fukushima, província que abriga a usina nuclear de mesmo nome, o porto de Soma, na província de Fukushima, e no de Kuji, na vizinha Iwate, as águas podem subir até 50 centímetros. Segundo a agência meteorológica japonesa, o tremor foi sentido em quase vinte das 47 províncias do país.

A Autoridade de Regulação Nuclear confirmou que não foi detectada nenhuma anomalia nas usinas nucleares do nordeste do Japão, todas elas paralisadas depois do grave acidente na central atômica de Fukushima no ano passado.

Ainda segundo a NHK, o terremoto de hoje poderia ser uma réplica do tremor de 9 graus na escala Richter ocorrido no dia 11 março de 2011, já que o epicentro foi situado muito perto do daquela ocasião.

Alerta para réplicas

A Agência Meteorológica do Japão advertiu de possíveis réplicas de até 6 graus na escala Richter nos próximos dias, após o forte terremoto, que levou milhares de moradores do litoral nordeste a evacuar a região por causa do alerta de tsunami.

As redes de transporte terrestre e aéreo do Japão recuperaram em seu maior parte a normalidade duas horas depois do terremoto, que fez com que o aeroporto de Narita fechasse durante alguns minutos suas pistas, antes de retomar sua atividade habitual.

Por sua vez, a empresa Tepco indicou que os trabalhadores que estavam no interior da unidade de Fukushima Daiichi e na vizinha Fukushima Daiini se refugiaram em lugares seguros após o alarme de tsunami, sem que se tenha detectado nenhuma anomalia nas instalações.

Fonte: Opera Mundi 

 

..