No dia do livro infantil, Brasília tem muitos motivos para comemorar

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 18 de abril de 2012 as 18:07, por: cdb

Além da Bienal, o governo conta com iniciativas como a mala do livro e o PDLL

Thaís Antonio, da Agência Brasília

Em 18 de abril comemora-se o Dia Nacional do Livro. Brasília tem motivos de sobra para celebrar a data: a 1ª Bienal Brasil do Livro e da Leitura está a todo vapor e irá receber até o último dia 25,2 mil estudantes da rede pública do DF. Além disso, o projeto Mala do Livro conta com 504 estantes distribuídas em escolas, domicílios, estações de metrô e áreas rurais.

 

As ações do governo de estímulo à leitura fazem parte do Plano do Distrito Federal do Livro e da Leitura (PDLL), lançado em agosto do ano passado, com quatro eixos de atuação: democratização do acesso; fomento à leitura e à formação de mediadores; valorização da leitura e da comunicação e apoio à criação e ao consumo de bens da leitura (veja box abaixo). O PDLL é um conjunto de políticas, programas, projetos, ações continuadas e eventos com o objetivo de promover o livro, a leitura, a literatura e as bibliotecas no Distrito Federal.

 

“Este ano, nós temos muito o que comemorar. Pela primeira vez a principal festividade do aniversário da cidade está relacionada ao livro e à leitura”, destaca a subsecretária de Políticas do Livro e da Leitura da Secretaria de Cultura, Ivanna Sant’Ana Torres. “Conseguimos criar uma mobilização na sociedade em relação à questão do livro e da leitura. Ainda temos desafios a superar, mas a participação expressiva das pessoas na bienal mostra que temos motivos para celebrar”.

 

A Secretaria de Cultura quer investir nas 26 bibliotecas públicas do DF, onde serão criados ponto de inclusão digital em parceria com a Secretaria de Ciência e Tecnologia. Espaços infantis também serão incorporados às unidades. A Biblioteca Nacional de Brasília e a Biblioteca de Samambaia já contam com alas destinadas à leitura de crianças.

 

As bibliotecas públicas de Sobradinho, Guará, Paranoá, Taguatinga, Sobradinho II, Núcleo Bandeirante, São Sebastião e a Biblioteca Pública de Brasília receberão quase R$ 700 mil, fruto de edital do Fundo Nacional de Cultura, para a compra de livros de baixo custo, de até R$ 10. Ainda este ano serão realizadas 10 feiras em diferentes regiões administrativas do DF, também com recursos de editais do Ministério da Cultura, além da formação de agentes de leitura.  

 

Bienal – Na 1ª Bienal Brasil do Livro e da Leitura há um espaço destinado a atividades infantis, a Arena Monteiro Lobato. O local conta com atividades como shows, teatro, contação de histórias e encontro com autores. A programação completa da feira pode ser vista em http://www.bienalbrasildolivro.com.br/