NÍVEL DE POLUIÇÃO EM TORNO DO COSTA CONCORDIA NÃO É SIGNIFICATIVO

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 9 de março de 2012 as 11:42, por: cdb

ROMA, 9 MAR (ANSA) – Um laudo ambiental elaborado pela Guarda Costeira italiana, vinculada ao Ministério do Meio Ambiente, aponta que “não foram verificados fenômenos significativos de poluição da água do mar” na região da ilha de Giglio que tem sido acompanhada diariamente depois do naufrágio do navio Costa Concordia, em janeiro.
   
De acordo com o relatório, os índices de hidrocarbonetos e sabão são “inferiores ao limiar” de detecção analítica, isto é, estão abaixo da capacidade de leitura dos instrumentos.
   
A análise ainda registrou “leves vestígios de solvente aromático” no interior da proa do navio e um “sensível aumento” de nitrogênio.
   
A operação de esvaziamento de combustível aspirou 1.680 metros cúbicos de diesel e óleo combustível. Até o momento, não foi detectada “nenhuma poluição em torno do navio“. O monitoramento ambiental prosseguirá até fevereiro de 2013. (ANSA)