Nicanor Duarte é eleito nas eleições presidenciais no Paraguai

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 28 de abril de 2003 as 08:32, por: cdb

O advogado Nicanor Duarte, candidato do governista Partido Colorado, venceu as eleições presidenciais do Paraguai, que foram realizadas no domingo, de acordo com os resultados de 92,76 por cento das urnas.

Os partidários de Duarte comemoraram durante toda a madrugada e os dois principais adversários do candidato do governo reconheceram a derrota.

Duarte aparece com 37,2 por cento dos votos, seguido de Julio César Franco, do Partido Liberal Radical Auténtico, com 23,87 por cento, e de Pedro Falud, do movimento Pátria Querida, com 22,74 por cento.

Franco admitiu que o “eleitorado escolheu um projeto distinto” do seu, enquanto Falud, ao reconhecer a vitória de Duarte, prometia seguir sua luta política.

“A mudança que nós representamos já começou no Paraguai”, declarou.

Em seu discurso de vitória, Duarte, alternando o espanhol e o guarani, reiterou suas promessas de combater a pobreza e a corrupção e lançou um apelo pela unidade nacional.

O presidente eleito reiterou sua rejeição ao neoliberalismo e às privatizações.

“Não vamos entregar um pedaço sequer do patrimônio nacional”, afirmou. “Não vamos arrematar os bens da pátria”.

Duarte anunciou a intervenção dos serviços de alfândega e fiscais para evitar a evasão de renda, afirmando que esses serão elementos centrais na luta contra a corrupção.

O presidente eleito acrescentou que buscará a “imediata renegociação dos vencimentos da dívida externa” e o envio de uma missão, a Washington, para tentar obter 500 milhões de dólares, do Banco Mundial e do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), a fim de serem investidos em obras públicas.

Urnas eletrônicas

A Justiça Eleitoral informou que o funcionamento do sistema de votação eletrônica foi satisfatório – pela primeira vez, o país usou urnas eletrônicas, que foram usadas por cerca de 40 por cento dos 2,4 milhões de eleitores.

Dezenas de observadores internacionais – do Brasil, do Chile, de Costa Rica e da Organização dos Estados Americanos (OEA) – percorreram centros de votação em todo o país e disseram que as eleições transcorreram normalmente, sem maiores incidentes.

Origem humilde

Advogado, com formação ainda em filosofia e pós-graduação em Ciência Política, Durante foi o único de sete irmãos, de uma família pobre dos arredores da cidade de Coronel Oviedo, a chegar à universidade.

“Nesse dia não se cumpre apenas o sonho de Nicanor, mas sim de todos os setores do meu país”, declarou Duarte, em seu discurso de vitória.

Aos 46 anos, Duarte se tornará o presidente mais jovem do último meio século, no Paraguai.

O presidente eleito assumirá o cargo em 15 de agosto, enfrentando uma situação econômica difícil, marcada por um índice oficial de desemprego de 18 por cento.

Em 2002, a economia contraiu-se 2,2 por cento.

Duarte substituirá Luis González Macchi, que foi nomeado pelo Senado em 1999, depois da forçada renúncia de Raúl Cubas em meio a manifestações violentas que se seguiram ao assassinato do então vice-presidente, Luis Maria Argaña.