Narcotraficantes migram para o comércio ilegal de animais

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 6 de maio de 2007 as 10:55, por: cdb

Os narcotraficantes estão migrando para o comércio ilegal de animais silvestres, porque nesse caso não existe ainda uma legislação punitiva. O alerta foi feito pelo deputado Sarney Filho (PV-MA), durante audiência pública da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável.

Ele defendeu uma ação mais rápida do Congresso Nacional na aprovação de um projeto que tipifica o crime de tráfico de animais silvestres e prevê punições para os traficantes. O projeto tramita há quatro anos na Câmara.

Essa migração, segundo Sarney Filho – que preside a Frente Parlamentar Ambientalista e foi relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Biopirataria -, deve-se à falta de uma legislação punitiva para esse tipo de crime. O tráfico de animais silvestres, acrescentou, “é hoje o terceiro mais lucrativo dos ilícitos do mundo, só perdendo para o tráfico de drogas e o tráfico de armas, o que vem estimulando bandidos a mudarem de ramo de atividades”.

Para o deputado, a situação não depende apenas do Congresso Nacional: as áreas onde o tráfico de animais silvestres vem sendo feito já foram identificadas, mas é preciso presença maior do poder público nos três níveis (municipal, estadual e federal).

As autoridades governamentais, segundo Sarney Filho, “precisam fazer ações efetivas nas comunidades identificadas, dando alternativas de desenvolvimento sustentável, dando condições para que as pessoas melhorem sua qualidade de vida, com alternativas de trabalho e de renda, para desestimular que moradores dessas áreas sejam fornecedores em primeira mão, muitas vezes mal pagos, como são, de animais silvestres para os traficantes”.