Mundial de natação começa em Indianápolis

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 6 de outubro de 2004 as 12:23, por: cdb

 Está tudo pronto para o XVII Mundial de Piscina Curta de 25m, em disputa a partir desta quinta-feira, no moderno parque aquático construído dentro do Conseco Fieldhouse, ginásio do Indiana Pacers, da NBA, que já foi liberado para os treinos de mais de 600 atletas de 100 países, recorde de inscrições da competição.

Foram 11 dias de trabalho para transformar a arena de basquete em palco para os principais nadadores do mundo voltarem à ação menos de dois meses depois dos Jogos Olímpicos de Atenas. A organização precisou de 500 mil galões de água para encher as duas piscinas dentro do Conseco Fieldhouse.

O Brasil levou 24 nadadores, menos apenas do que China, com 25, Austrália, com 30, e Estados Unidos, país-anfitrião que tem 41. Apesar dos fortes adversários, a delegação nacional aparece bem. No primeiro dia de disputa, aparece seis vezes entre os dez melhores tempos de entrada no Mundial.

Joanna Maranhão, nos 400m medley, e os revezamentos 4x100m livre masculino e 4x200m do mesmo estilo feminino estão em sexto no ranking de performances temporada. Nos 100m peito, Henrique Barbosa e Eduardo Fischer entram com o oitavo e o nono tempo, respectivamente, e Kaio Márcio é o décimo nos 100m borboleta.

Ganhador de seis ouros olímpicos em Atenas, o americano Michael Phelps estará em ação em todos os dias do primeiro Mundial de Natação realizado nos Estados Unidos. A baixa de última hora na equipe anfitriã é Natalie Coughlin, cinco medalhas nas últimas Olimpíadas, por causa de uma fratura por estresse no pé esquerdo.