Mulher dedicada à Guarda Municipal de Itaboraí

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 8 de março de 2012 as 16:03, por: cdb

A rotina na fabricação de vasos artesanais, juntamente com seus seis irmãos, não foi suficiente para satisfazer os sonhos da inspetora da Guarda Municipal, Edinéa Maria Ferreira, de 40 anos. Encantada pelo tema “Segurança Pública” e querendo uma estabilidade profissional e financeira, aos 19 anos se inscreveu para o primeiro concurso para Guarda Municipal de Itaboraí, em 1991. A dedicação aos estudos lhe garantiu o segundo lugar na seleção, e hoje a primeira Guarda Municipal feminina contabiliza uma história de 20 anos de perseverança e sucesso na instituição.

Orgulhosa com a profissão, Edinéa não se acomodou com a segurança do cargo público e continuou a estudar. Fez vestibular e em 2009 concluiu a Faculdade de Administração de Empresas pela FACNEC, em Itaboraí. “Sempre sonhei em ter uma formação superior e poder melhorar meu desempenho no trabalho. Por isso, não me preocupei em casar e ter filhos”, conta a profissional, que ainda pretende fazer uma pós-graduação.

Hoje, Edinéa Ferreira é responsável por toda a parte administrativa e operacional da Guarda Municipal. Cuida do almoxarifado, do arquivo de documentos, ordens e escalas de serviço, coordena e orienta os profissionais em dias de grandes eventos. Todo o seu tempo foi em dedicado ao aprimoramento da profissão. Questionada sobre qual teria sido sua maior recompensa profissional, com lágrimas nos olhos ela disse ter sido o dia em que o prefeito Sérgio Soares assinou, no Salão Nobre da Prefeitura, ano passado, o plano de cargos e salários para a instituição. “Passou um filme pela minha cabeça. Tanto trabalho, tanta dedicação, até que chegou a hora do reconhecimento e recompensa”, disse.

Outro grande avanço para a GM, segundo ela, foi a parceria com o Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci) que, através da Bolsa Formação, contribuiu para o aprimoramento da capacitação profissional continuada. Estudou Direitos Humanos, Polícia Comunitária, Crimes Ambientais, Mediação de Conflitos, Mulher Vítima de Violência Doméstica, Enfrentamento da Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, Conflitos no Espaço Urbano (atendimentos e ocorrências), Capacitação em Educação para o Trânsito e Sistema e Gestão em Segurança Pública.

Para o comandante da Guarda Municipal, Cel. Alcides Menezes, as mulheres vieram para contribuir com bom trabalho e sensibilidade inerente à alma feminina. “Além da competência, Edinéa, assim como as outras seis guardas, contribuem muito com sua organização e interesse pelo trabalho”, disse. Atualmente a inspetora colabora na segurança pública, utilizando o poder de polícia administrativa delegado pelo município e intervindo de maneira mais preventiva e efetiva para a solução dos problemas gerados por conflitos. “Acredito que buscar a carreira de Guarda Municipal valoriza a competência profissional e o trabalho em equipe”, destaca.

Contente com a chegada de novos profissionais vindos do concurso público de 2012, Edinéa espera ver multiplicar os projetos da instituição, com operações em outras áreas, e a valorização crescente dos profissionais.

Por Viviane Biteti / Foto Divulgação