Mulá Omar permanece no comando de Kandahar

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 17 de novembro de 2001 as 13:04, por: cdb

Em uma tentativa de evitar a queda também de Kandahar, o mulá Omar Mohammad, líder supremo dos talibãs, substituiu os principais postos administrativos da milícia fundamentalista islâmica.

A informação foi revelada neste sábado pelo mulá Malang, líder de um grupo de chefes da tribo Pashtun que se reuniram na cidade paquistanesa de Quetta para discutir os últimos acontecimentos no vizinho Afeganistão.

Os líderes tribais ainda tentam persuadir o Talebã a depor as armas em Kandahar, a sede da milícia, no sul do território afegão, e escapar de um ataque em massa das forças de oposição.

Malang disse que o mulá Omar ainda está no controle de Kandahar e trocou dois de seus principais assessores para convencer os pashtuns de que o Talebã está ficando “mais moderado”.

Os pashtuns, porém, não engoliram a estratégia de Omar. Segundo Malang, os novos assessores são tão radicais quanto seus antecessores.

Autoridades norte-americanas descreveram a situação em Kandahar como “muito fluida”, havendo indícios, na noite de sexta-feira, de que os líderes do Talibã estariam prontos a entregar sua base.

Fontes dos líderes tribais disseram que Omar havia, inclusive, concordado em retirar suas forças da cidade, passando o controle a um de seus comandados.

Neste sábado, porém, a situação permanecia confusa. Os líderes tribais revelaram já dispor de um plano de governo, pelo qual os veteranos assumiriam o lugar dos comandantes talibãs quando Kandahar cair.

Morte de comandante talebã é duro golpe à Al Qaeda

Fontes do governo americano disseram que dispõem de fortes indícios de que Mohammed Atef, um dos líderes da organização al-Qaeda, morreu em um dos bombardeios americanos no Afeganistão.

Atef, de origem egípcia, teria sido morto em um ataque aéreo perto da capital afegã, Cabul.

Segundo informações do FBI (polícia federal americana), Atef seria o segundo homem na hierarquia da organização liderada pelo dissidente saudita Osama bin Laden e teria sido um dos mentores dos atentados de 11 de setembro nos Estados Unidos.

Na lista dos suspeitos de terrorismo mais procurados do FBI, o nome de Atef também é destacado por seu suposto envolvimento nos atentados a bomba a duas embaixadas americanas na África, em 1998.