MP do Rio denuncia estelionatários de Niterói

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 9 de fevereiro de 2010 as 12:49, por: cdb

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, por intermédio do Promotor de Justiça Cláudio Calo, titular da 4ª Promotoria de Justiça de Investigação Penal da 2ª Central de Inquéritos, ofereceu denúncia, contra Antônio Jorge Vidal Mourão, conhecido como “Jorge” e Adelício Sales, vulgo “Miquita”, pelos crimes de estelionato e formação de quadrilha.

Os dois, com outras 10 pessoas ainda não identificadas, participavam de um esquema de fraude na compra de comestíveis, como peixes, frutas, verduras e cereais, fazendo-se passar por terceiros e utilizando cheques cancelados.

Para tanto, apresentavam-se como representantes de algum bufê ou restaurante e compravam fartamente com os referidos cheques. No momento, porém, em que ia fazer o resgate, o vendedor tinha os cheques devolvidos pelo banco onde deveria ser efetuado o saque. Os golpes eram aplicados no Mercado São Pedro, no Centro de Niterói.

O segundo acusado não só aplicava o golpe dos cheques, como revendia, em uma de suas quatro bancas de camelô, situadas a poucos metros do local do golpe, a mercadoria obtida de forma fraudulenta. Calcula-se que os prejuízos causados pela quadrilha cheguem a, no mínimo, R$ 30.000,00 (trinta mil reais).

“Pedimos a prisão cautelar dos acusados e encaminhamos a denúncia à Prefeitura de Niterói, solicitando providências. Queremos, sobretudo, maior rigor na fiscalização dos ambulantes. Agora, o mais importante é que apareçam outros comerciantes que tenham sido lesados e reconheçam os denunciados, já que cada golpe configura novo delito”, acentuou o Promotor Cláudio Calo.