Paraná: Motorista que não recebeu licenciamento pelo correio pode usar comprovante de pagamento do IPVA

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 27 de setembro de 2011 as 06:15, por: cdb

O Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR) está orientando os motoristas que forem parados em alguma blitz a apresentarem o licenciamento do veículo de 2010 e o comprovante de pagamento do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) deste ano.

correios
Detran-PR está orientando os motoristas do estado a usarem comprovante do IPVA deste ano e licenciamento de 2010, já que com a greve dos Correios cerca de 10 milhões de correspondências deixaram se ser entregues

A medida foi adotada porque desde o início da greve dos Correios, no dia 14, cerca de 270 mil documentos deixaram de ser entregues no Paraná. De acordo com o Detran, com a paralisação no serviço postal, motoristas que já pagaram o imposto podem não receber a correspondência com o documento de 2011, emitido pelo órgão.

A fiscalização dos veículos com placas de final 3, 4 e 5 deve ter como base o licenciamento de 2010. No caso dos veículos com placas de final 6, 7 e 8, os avisos de vencimento e o boleto de pagamento deveriam ter sido entregues no início de outubro, para serem pagos a partir do dia 16. Segundo o Detran, se a greve continuar, a situação será analisada, mas por enquanto não há alteração no calendário de cobranças.

Na avaliação do Sindicato dos Trabalhadores nos Correios do Paraná (Sintcom-PR) não há previsão para o fim da paralisação. O diretor da entidade, Sebastião Cruz, disse à Agência Brasil que desde o início da paralisação cerca de 10 milhões de correspondências deixaram de ser entregues no Paraná, e 70% da categoria participam da mobilização. Entretanto, a informação da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) é que 75% dos funcionários estão trabalhando normalmente, e o índice de entrega das correspondências tem se mantido em 65%. Dos 6,1 mil funcionários lotados em todo o estado, 1,2 mil não estão trabalhando.

De acordo com a empresa, no último final de semana, um mutirão nacional organizado pelos Correios entregou 9,4 milhões de cartas e encomendas em todo o Brasil. Além disso, mais 27 milhões de objetos postais foram preparados para a entrega.